lundi 9 janvier 2012

Noite fora... noite dentro!

Lá fora a noite corre gelada e impiedosa.
Rainha de sonhos adormecidos, ela embala em cada um de nós essa vontade envergonhada de sermos únicos. Promessa de luz, nela se adivinham horizontes sem cais de embarque e a viagem parece nunca ter fim. Percorrê-la é esboçar um corpo de mulher, é desbravar o verde de outras terras é voar sem rumo certo e às cegas! Mas os dias sucedem-lhe, renovando em cada crepúsculo esse breve desmaio onde o sono sempre espreita... e finalmente caio!!

2 commentaires:

  1. Um texto poético inspirado como legenda a uma foto lindíssima!

    RépondreSupprimer